Porque superfaturamos nosso próprio tempo?


Uma das características que aprendi ser importante para o meu potencial profissional era a quantidade de tarefas que eu realizaria em um único dia. Desde o início da minha carreira, meu perfil multitarefa foi confundido com um acúmulo de funções e quanto mais eu me dedicava a aumentar esses números, mais o meu trabalho focava em ser quantitativo e não qualitativo, principalmente quando se tratava da minha qualidade de vida nesse universo.

Um dos motivos pelos quais resolvi empreender era a necessidade de dosar a minha rotina entre o trabalho e o restante das coisas que queria fazer, viver e me deixavam feliz. O que eu não esperava é que, mesmo nunca tido a ilusão que empreender me daria menos trabalho, eu subestimei a carga mental que temos ao definir nossa própria rotina e prioridades, além da responsabilidade de dar-nos nosso próprio feedback. Como é difícil né, gente? Uma parte de mim sente falta de seguir um checklist de tarefas para o dia, pegar minha bolsa e ir pro happy hour. Nessas horas eu respiro fundo e me apego em tudo de bom que o meu negócio me trouxe, pra essa saudade passar rapidinho. :)


Por que superfaturamos nosso tempo?

Nosso sucesso no trabalho sempre foi ligado à produtividade e quanto um funcionário consegue ser pró-ativo e rentável para um empresa. Esse movimento, entre outros, é o que nos faz alcançar um estopim profissional e querer “largar tudo pra fazer o que ama”. O problema é que aprendemos a trabalhar e medir vitórias dessa maneira e muitas vezes não conseguimos dosar um equilíbrio pra nossa própria rotina, afinal nunca somos bons o suficiente.

Nesse misto de ansiedade pra fazer dar certo e falta de auto-gerenciamento, muitas vezes achamos que daremos conta de muito mais coisas do que realmente conseguimos realizar e o sentimento de frustração é inevitável. Apesar da quantidade de coisas para resolver e objetivos para alcançar, é preciso um passo de cada vez.


Como me frustrar menos na minha rotina?

É sempre bom lembrar que imprevistos acontecem. Além disso, muitas vezes não mapeamos todos as “mini” tarefas que realizamos e subestimamos muitos processos que, somados, fazem uma super diferença no dia-a-dia.

As quatro dicas que sempre dou caso você seja essa pessoa que chega ao fim do dia com a sensação que trabalhou, trabalhou, mas não produziu nada, são basicamente:


01. Defina uma tarefa/meta importante do dia

É vital para o nosso engajamento pessoal terminar o dia com a sensação de dever cumprido. Sendo assim, o ideal para o seu cronograma é definir uma tarefa super importante para resolver no dia. Na definição, seja específico! Substitua “Estudar marketing” com “Separar 3h para acessar o conteúdo X e terminar de lê-lo”. Assim que terminar essa tarefa, a sensação de dever cumprido será satisfatória e as outras tarefas menores serão realizadas com menos peso e mais dedicação.


02. Deixe tempo na sua rotina para o que você não consegue prever

Eis aqui uma verdade: nós não somos donos do tempo e dos imprevistos que a vida traz. Sendo assim, evite preencher todas as lacunas do seu dia com tarefas. Espaços e respiros garantirão um tempo extra para suprir possíveis atrasos e garantirão um tempinho para respirar. ;)


03. Descreva tudo que for feito, inclusive as “mini” tarefas

Entre uma super tarefa e outra, nunca conseguimos mapear tudo que acontece, mas algumas não precisam passar tão despercebidas assim. Tente fazer esse exercício de anotar suas tarefas diárias sem pular nenhuma, durante o dia todo. Mesmo quando parar para responder um email, fazer uma reunião, ligar para algum cliente ou estudar alguma nova estratégia. Tudo deve ser mapeado para enxergar qual foi seu processo criativo durante o dia e o tanto de coisas que, na verdade, você realizou.


04. Escolha a plataforma que te deixa mais a vontade

Seja o Trello, o planner ou a agenda do celular, a ferramenta deve trabalhar a seu favor e não ao contrário. Escolha uma plataforma que já tenha mais afinidade e que faça sentido com o seu método de organização, assim você focará mais no conteúdo a ser organizado e terá menos atrito nessa criação e produção.


Curtiu as dicas? Como você está organizando atualmente? Conta pra gente :)

E não se esqueça de se inscrever na nossa news para receber mais conteúdo e saber que você não precisa empreender sozinho!

0 visualização

fale com a gente

siga o lobo

nos faça uma visita

falecom@lobocc.com.br

11 5572.5319 (Fixo e Whatsapp)

Horário de Funcionamento:

de segunda à sexta-feira, das 10h às 20h30

sábados, das 10h às 14h

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

Instagram do Espaço

Instagram da Loja

Curta nossa Página

Canal do Lobo

Rua Capitão Cavalcanti - 35A

Vila Mariana - São Paulo - SP

CEP 04017-000

à 100m do metrô Vila Mariana

©2019 Lobo Centro Criativo - Todos os direitos reservados | CNPJ 26.125.322/0001-50